Vinhos de Verão

| Artigo escrito pela especialista de vinhos Maria João de Almeida

O Verão é a estação mais quente do ano, aquela em que nos queremos refrescar com bebidas leves, frescas e mais simples, que ajudem a tirar a sede. Podem ser apreciadas sozinhas ou a acompanhar um petisco ou uma refeição ligeira, mas deverão ser sempre servidas à temperatura certa para serem devidamente apreciadas.

Os vinhos de verão geralmente não passam por madeira (ou passam, mas por madeira usada) e, por essa razão, são mais leves e ligam bem com refeições igualmente frescas e ligeiras. O importante é que sejam servidos a uma temperatura correta e com as iguarias certas.  

Vinho Branco

Vinho Branco

Os brancos de Verão devem ser servidos frios, a cerca de 9 graus. Ligam bem com saladas, pratos de peixe grelhados e carnes leves, como galinha ou peru, por exemplo.

 

Vinho Branco
Vinho Rosé

Vinho Rosé

Os rosés jogam pela mesma bitola dos brancos. Servidos à mesma temperatura, cerca de 9 graus, harmonizam com o mesmo tipo de pratos, mas ligam igualmente bem com outros como o sushi, camarões cozidos ou grelhados, e salada de polvo. Ou seja, harmonizam também por estrutura e por cor.

Vinho Espumante

Vinho Espumante

Os espumantes não podem ser esquecidos. Servidos entre os  6 e os 8 graus, o espumante é o estilo de vinho mais versátil numa refeição. Fica bem com peixes e carnes estruturados e consistentes (corta a sua untuosidade, harmonizando por contraste), com pratos de todos os dias (bifes, massas, pizzas, harmonizando por estrutura) e até com doces (combinando os seus graus de doçura, consoante o tipo de doces). Em todos os casos, as bolhas de gás cumprem sempre o seu papel de lavar o paladar entre garfadas.

Vinho Espumante
Vinho Tinto

Vinho Tinto

Os tintos também podem ser bebidos no Verão mas devem ser servidos mais frescos que o habitual, entre os 15 e os 16 graus. O ideal para grelhados de frango, carne de vaca ou mesmo umas belas bifanas.

Mais para descobrir