Uma relação sem segredos

É assim que nos relacionamos com os nossos consumidores. Uma relação com tudo às claras, sem nada a esconder, para que saiba tudo sobre os nossos produtos. A nossa carne é prova disso. Tratamo-la de forma diferente e somos reconhecidos por isso. Se ainda não se deu conta desta diferença, preste atenção. Contamos-lhe tudo.

Porque é que a carne do Lidl é embalada?

Desde que o animal é abatido até que a carne chega à nossa mesa há todo um processo, moroso e faseado, sobre o qual nunca refletimos.

  • Há quanto tempo está aquela peça de carne exposta?
  • A que processos foi sujeita?
  • Quantas vezes foi manuseada?
  • Estará livre de contaminações?

No Lidl, pensamos nos detalhes. O cuidado com os nossos produtos é tal que nos leva a tomar decisões diferenciadoras, como a de não ter talho e em vez disso ter carne embalada.

Porque é que a carne do Lidl é especial?

Graças à manutenção das suas características originais, é uma carne de qualidade:

  • A carne do LIDL é diferente da que encontra em outras superfícies. É embalada na origem para que esteja imaculada quando chega à sua mesa.
  • Está protegida desde o início, garantindo menos exposição, menos manuseamento e menos riscos de contaminação.
  •  Ainda no produtor, o processo é quase laboratorial – tudo acontece em atmosfera controlada.
  • O manuseamento é feito por profissionais especializados, devidamente certificados para o efeito.
  • Todas as embalagens trazem uma data de validade, garantindo assim que a carne é consumida em ótimas condições.

Como tratamos a carne no Lidl?

ORIGEM

Toda a carne da marca Jaruco é 100% nacional, de zonas específicas do país, onde as diversas condições (ambientais, climatéricas, de pasto ...) contribuem para níveis de qualidade elevados.

É o caso da Carne dos Açores: As chuvas frequentes que ocorrem no arquipélago proporcionam aos animais alimento em condições de pastoreio tradicional. Por essa razão, a carne dos Açores é tenra e suculenta, de textura macia e cor rosada, características que fazem dela uma das mais apreciadas pelos portugueses.

TEMPERATURA

No Lidl, a cadeia de frio é um mandamento. Resulta da manutenção de temperaturas controladas desde o abate, passando pelo armazenamento até ao transporte do produto, preservando todas as condições de refrigeração e garantindo a sua conservação.

No caso da carne, o intervalo ideal de temperatura situa-se entre os 0 e os 2 graus.

RÓTULO

Através do rótulo conseguirá perceber o país de origem do animal, onde foi criado e abatido. Tem ainda bem visível a data de validade do produto.

AUDITORIAS

São uma constante no Lidl, e na carne não poderia ser exceção. Os fornecedores do Lidl são sujeitos a auditorias regulares, garantindo o cumprimento de todas as normas relativas ao processamento ou embalamento de alimentos.

CERTIFICADOS

Melhor do que enaltecermos as escolhas que fazemos no Lidl é ter a garantia de qualidade dada por entidades independentes e imparciais.

Os fornecedores do Lidl são certificados pela FSSC 22000, IFS e BRC. As normas de segurança alimentar BRC (British Retail Consortium) e IFS (International Food Standard) contribuem para o cumprimento da legislação em matéria de segurança alimentar, higiene, gestão de riscos e controlo de qualidade.

O FSSC 22000 (Food Safety System Certification) é um esquema referencial desenvolvido pela FFSC (Foundation For Food Safety Certification). Foca-se nos requisitos que um sistema de gestão deve cumprir para assegurar a segurança dos alimentos nos setores de produtos perecíveis (animais e vegetais) e embalagens para a indústria alimentar.

Fechar conteúdo
Mostrar conteúdo
Porque é que a carne do Lidl é embalada em plástico?

Porque, apesar de algumas alternativas existentes, o plástico ainda é o material mais adequado no que respeita à garantia de maior segurança para acondicionamento, conservação e segurança alimentar.

Fechar conteúdo
Mostrar conteúdo
Que tipos de plástico são utilizados nas embalagens de carne?

O plástico usado nas cuvetes é uma combinação de dois tipos de plástico distintos:

. PE (polietileno): é um dos tipos de plástico mais comuns. É o polímero mais simples. Obtém-se pela polimerização do etileno, daí o seu nome. Corresponde à película da parte de cima da embalagem.

. PET (politereftalato de etileno): material mais resistente, utilizado especialmente no fabrico de embalagens de plástico mais estruturadas (como garrafas de águas, sumos, etc.). Corresponde à base das embalagens de carne.

Fechar conteúdo
Mostrar conteúdo
O plástico utilizado é reciclável?

Sim. A reciclagem destes materiais é, de facto, possível. Para que a reciclagem destes e de outros plásticos seja possível, é fundamental que os consumidores deitem sempre todos os plásticos no ecoponto amarelo. A entrega do plástico no ecoponto certo é a única maneira que temos de saber que esse plástico terá uma segunda vida,alimentando a economia circular, com o objetivo da sua valorização energética. A redução da utilização de plástico é uma preocupação que todos devemos ter, mas a par disso, e também muito importante, é o que fazemos depois de utilizarmos uma embalagem, a denominada educação ambiental. Daí a nossa preocupação na reciclagem dos plásticos e na sensibilização para a importância da mesma.