Alergia ao Sol: como avaliar os primeiros sintomas

Portugal tem uma média de 2500 horas de sol por ano, de acordo com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), um fator que contribui para que Lisboa figure no ranking das 20 cidades mais saudáveis do mundo, segundo a Spothame, sendo mesmo a terceira cidade da Europa com mais tempo de exposição solar. Estamos muito habituados ao sol, mas nem por isso livres dos problemas que o sol pode causar. Sabia que a alergia ao sol atinge cerca de 10% da população portuguesa?

O que é a alergia ao sol?

A alergia ao sol é uma reação anormal da pele, espoletada ou agravada pela exposição à luz solar, que pode manifestar-se de variadas formas, com sintomas e características bem diferentes. A alergia ao sol costuma ocorrer no final da primavera ou início do verão, quando a pele é exposta pela primeira vez à radiação ultravioleta. Por esse motivo, os sinais manifestam-se sobretudo em zonas do corpo tipicamente mais protegidas durante o ano - e, por isso, mais sensíveis - como os braços, o peito, os ombros ou as pernas.

Em entrevista à SIC Notícias, a dermatologista Rita Travassos afirma que este problema é mais frequente em mulheres jovens, entre os 15 e os 35 anos, e em países onde a exposição solar não é tão regular, como os países nórdicos (onde a incidência chega aos 22%). A genética também assume parte da responsabilidade, já que pessoas com peles claras e sensíveis ou com um histórico familiar de alergia ao sol têm uma maior tendência para desenvolver estes problemas. 

Cuidados para prevenir a alergia ao sol

Na ótica de Rita Travassos, “a prevenção é essencial e a fotoproteção é primordial”. Existem, por isso, determinados cuidados e comportamentos que se podem adotar para proteger a pele:
-    Privilegiar a exposição solar progressiva e temporária. A especialista em dermatologia deixa o alerta: “Não convém que, nos primeiros dias de praia, se realize logo uma exposição ao sol de várias horas”;
-    Optar por um protetor solar indicado para pele sensível, com índice de proteção elevado e contra a radiação UVA e UVB. As fórmulas do spray solar FPS 30 Sensitive e da loção solar FPS 50+ Sensitive, da Cien, foram especialmente concebidas para peles propensas à alergia ao sol;
-    Evitar a exposição solar entre as 11h30 e as 16h30, atendendo à maior intensidade dos raios solares durante este período;
-    Utilizar roupas fotoprotetoras, que protejam a pele da exposição direta aos raios solares.

Protetores Sensitive

Mais para descobrir, todos os dias