Protetor solar do rosto: Um bom hábito para todo o ano

Temos o hábito de guardar o protetor solar no saco da praia. A associação é linear: o protetor solar, como o próprio nome indica, faz sentido quando vamos apanhar sol e isso é evidente quando vamos para a praia. Mas será que é só mesmo nessas alturas? Seja um protetor solar do rosto ou do corpo, sempre que há exposição à luz é importante proteger-se. Tem dúvidas? Basta perceber como funciona a radiação solar.

Como é que os raios solares afetam a pele?

Em entrevista ao programa Você na TV da TVI, a dermatologista Helena Toda Brito alerta para a importância de usar um protetor solar do rosto e do corpo sempre que existe claridade, independentemente de estar o céu limpo, nublado ou chuvoso. Isto acontece porque as nuvens, apesar de filtrarem parte das radiações ultravioleta, acabam por deixar passar até 80% de radiação, nomeadamente UVA e UVB.

Qual a diferença entre a radiação UVA e UVB?

Os raios ultravioletas (UV) provêm da luz solar e, embora uma parte seja absorvida pela atmosfera, outra parte acaba por chegar à superfície da Terra, tendo uma intensidade mais forte no verão do que no inverno. Isto significa que os riscos associados à exposição aos raios UV estão sempre presentes ao longo de todo o ano.

Grande parte dos raios que atravessam a atmosfera são os chamados raios UVA. Estes mantêm a mesma intensidade ao longo de todo o ano e são conhecidos por representarem 95% da radiação que atinge o corpo e o rosto, mesmo quando o céu está nublado. Embora não causem sintomas dolorosos, penetram mais profundamente na pele e, a longo prazo, podem causar problemas, como:

  • Envelhecimento prematuro da pele;
  • Alergias ao sol;
  • Manchas de sol;
  • Cancro da pele.

Menos presentes que os raios UVA, os raios UVB apresentam maior incidência durante o verão. Não penetram tão profundamente na pele, são responsáveis pelo tom bronzeado, mas são também aqueles que provocam danos mais visíveis e dolorosos quando a exposição ao sol é excessiva. É o caso das queimaduras solares e da vermelhidão da pele. Por isso, é tão importante não se expor ao sol durante as horas mais críticas, entre as 11:30 e as 16:30.

Quando é importante proteger-se do sol?

Durante todo o ano

No inverno, a radiação UVB é mais fraca, mas a radiação UVA é tão forte como no verão. Nem as nuvens nos salvam. Nos meses mais frios pode utilizar o creme hidratante triplo efeito Caviar, com fator de proteção 10.

Em todas as ocasiões

Em todos os tipo de pele

Todos os tipos de pele, das mais morenas às mais claras, precisam de se proteger, sendo necessário dar mais atenção à pele do rosto. No caso das peles mais maduras, pode usar o Protetor Solar Anti-Envelhecimento, um creme especialmente formulado para proteger a pele contra o envelhecimento prematuro.

Porque é fundamental o protetor solar do rosto?

Enquanto a pele do corpo está mais protegida pela roupa, o rosto encontra-se sempre desprotegido e está constantemente exposto às agressões do meio ambiente. Além disso, a pele do rosto é mais sensível e daí a importância de adquirir rotinas de cuidado e proteção que não prescindem de um protetor solar. O protetor solar do rosto é também importante pela sua componente de hidratação. Mesmo para quem se preocupa com o excesso de brilho, há soluções como o Creme Solar Facial Matificante da Cien com propriedades anti-brilho. Uma solução que permite proteger o rosto do sol e manter uma textura suave e homogénea.

Proteção Cien

Mais para descobrir, todos os dias